Vinhos do Tejo na AGROGLOBAL

A EXPRESSÃO DA QUALIDADE DA REGIÃO NUM EVENTO QUE REUNE O MUNDO AGRÍCOLA EM PORTUGAL 

Nos passados dias 7, 8 e 9 de Setembro a Comissão Vitivinícola Regional do Tejo  - CVR Tejo,  esteve presente na AgroGlobal, uma feira aberta ao público em geral mas direccionada para os profissionais do sector agrícola.

Trata-se de um evento da maior importância para o sector agrícola em Portugal e os Vinhos do Tejo não podiam deixar de estar presentes, especialmente pelo facto de se realizar na região.

Assim, a AgroGlobal - Feira das Grandes Culturas teve lugar em Valada do Ribatejo, em Santarém, e nos três dias de feira, no stand dos Vinhos do Tejo, marcaram presença os produtores Adega Cooperativa do Cartaxo, Sociedade Agrícola Casal do Conde SA, Fiuza & Bright e Quinta da Alorna. O produtor Falua esteve no stand apenas a 8 Setembro.

Desde a sua primeira edição, em 2009, esta feira tem vindo a crescer. Tendo como meta alterar a percepção popular do “rudimentarismo” da actividade agrícola, a feira organiza eventos que realçam a verdadeira natureza deste sector, pretendendo assim informar a comunidade sobre a sua importância no desenvolvimento económico, social e ambiental do país.

Nesta edição destacaram-se debates sobre problemas da actualidade, que contextualizaram o papel da agricultura na economia, nos quais participaram figuras da política e economia do país, e a exibição da tecnologia no trabalho dos campos agrícolas, contando o recinto com demonstrações de mais de 100 máquinas agrícolas a trabalhar 7 plantações de diferentes culturas.

Esta vertente de exibição e demonstração de máquinas agrícolas a trabalhar constitui-se como uma das características diferenciadoras que têm vindo a tornar a AgroGlobal como um evento de referência. Também por esta razão e pela qualidade e quantidade dos visitantes do evento, no dia 9 pelas 12h30 realizou-se uma prova de vinhos com o apoio dos Vinhos do Tejo no stand da Câmara Agrícola Lusófona. Esta associação empresarial e plataforma de referência promove a divulgação do agronegócio em Portugal e em países de língua portuguesa, nomeadamente Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, São Tomé e Príncipe e Timor Leste.

A prova foi um momento alto para os Vinhos do Tejo que continuam assim a ganhar um notoriedade cada vez maior e o reconhecimento merecido, pelo trabalho que a região e os seus produtores têm vindo a desenvolver. 

De acordo com a estratégia de marketing traçada até 2018, a Comissão Vitivinícola Regional do Tejo  - CVR Tejo tem planeadas diversas acções promocionais que englobam vários mercados internacionais, procurando assim conquistar consumidores além-fronteiras.

Prevendo um crescimento sustentado ao longo dos próximos anos, o mercado nacional é também um dos eixos de acção dos Vinhos do Tejo, que fez questão de participar na Agroglobal 2016, pois como sublinha Luís de Castro, presidente da CVR Tejo, esta feira “é um certame 100% profissional e importantíssimo para o mundo agrícola, no qual se inclui a viticultura”.