Vinhos do Tejo no Brasil

COMISSÃO VITIVINÍCOLA REGIONAL DO TEJO

VINHOS DO TEJO CONTINUAM A DAR CARTAS NO BRASIL

 

Os Vinhos do Tejo continuam a promover os seus vinhos no Brasil, não apenas a profissionais da área mas também a consumidores finais. Prova disso é o projecto educacional Caravana dos Vinhos do Tejo, assim como as participações na Primeira Grande Prova Anual de Vinhos do Tejo, no evento Rio Wine & Food Festival e no Concurso de Enogastronomia com Vinhos do Tejo no Brasil.

 

A Caravana dos Vinhos do Tejo, um projecto educacional que percorre o Brasil e cujo objectivo é dar formação em vinhos, em particular do Tejo, a profissionais e enófilos, participou no Rio Wine & Food Festival, no Rio de Janeiro. Este festival anual, que este ano decorreu de 28 de Setembro a 4 de Outubro, está a tornar-se um dos grandes eventos de vinho e gastronomia do país e também a ganhar expressão internacional, chamando a atenção quer pelo tema quer pela qualidade das acções que envolve. A Caravana, que está a alcançar um êxito notável, marcou presença em Florianópolis, São Paulo e Curitiba.

No primeiro dia do evento, no Copacabana Palace, teve lugar o jantar de abertura, que contou naturalmente com a participação da CVR Tejo e onde foram servidos alguns Vinhos do Tejo presentes no evento.

Já no dia 2 de Outubro decorreu a Feira de Vinhos, uma pequena feira organizada no Clube Naval Piraquê, que também contou com a presença da CVR Tejo, no intuito de dar a conhecer os vinhos do Tejo. Participaram nesta feira os produtores Adega Cooperativa do Cartaxo, Agro-Batoréu, Casa Cadaval, Casal do Conde, Falua, Fiuza, Quinta da Alorna, Quinta do Casa Branco, Quinta do Arrobe, Quinta Casal da Coelheira, Quinta do Casal Monteiro, Quinta da Lapa, Quinta Vale dos Fornos e Soc. Agrícola João Barbosa.

Não querendo perder a oportunidade de trazer alguns dos melhores sommeliers do Rio de Janeiro à sua região, os Vinhos do Tejo destacaram-se pela oferta de quatro viagens de estudo aos quatro sommeliers finalistas do concurso “Melhor Sommelier do Rio de Janeiro”, competição que incentiva os profissionais a estudar a região do Tejo. Esta oferta mereceu um destaque especial no evento e foi partilhada mais de 50 vezes nas redes sociais, o que levou a que o IBRAVIN (Instituto Brasileiro do Vinho) seguisse o exemplo dos Vinhos do Tejo, oferecendo também uma viagem.

Ainda no âmbito do Rio Wine & Food Festival, é de notar a organização de uma Master Class, “Caravana dos Vinhos do Tejo – Grandes Vinhos do Tejo”, que se destinou tanto a consumidores finais como a profissionais, e contou com 40 participantes. Os vinhos utilizados nesta acção foram Casal do Conde Alvarinho, Quinta da Alorna Branco, Falcoaria Fernão Pires, Sensato Tinto, Casal do Conde Reserva Tinto, Badula Colheita Selecionada, Quinta da Lapa Touriga Nacional, Quinto Elemento Cabernet Sauvignon, Conde Vimioso Reserva Tinto.

Até 30 de Dezembro está ainda a decorrer a 3ª edição do Concurso de Enogastronomia com Vinhos do Tejo no Brasil, o único concurso brasileiro que se inspira na arte de harmonizar vinhos e iguarias. Organizado pela CVR Tejo em conjunto com a empresa de assessoria e formação vínica do Brasil, esta iniciativa pretende promover os vinhos do Tejo, assim como o papel do sommelier na harmonização de vinhos e gastronomia.

O concurso visa a criação de uma receita exclusiva, harmonizada com um vinho da região do Tejo. As melhores harmonizações serão presenteadas com cursos de vinho e kits de vinho do Tejo, enquanto a harmonização com melhor pontuação terá como prémio uma viagem de estudo a Portugal.

Tendo como principais objectivos reforçar a notoriedade da região do Tejo e aumentar a penetração dos seus vinhos no mercado brasileiro, a CVR Tejo promoveu uma vez mais uma visita inversa, de 24 a 28 de Agosto. Nesta visita estiveram presentes três importadores e um jornalista, assim como a assessora de imprensa da CVR Tejo e o comercial da região no Brasil. Estas visitas são extremamente importantes uma vez que o Brasil é o sexto mercado de exportação da região do Tejo.

É também digna de registo as Primeiras Grandes Provas Anuais de Vinhos do Tejo, que reuniram aproximadamente 900 pessoas e que decorreram a 24 e 26 de Fevereiro em São Paulo e no Rio de Janeiro respectivamente. Esta prova, que juntou imprensa, empresários, profissionais do sector, enófilos e enólogos nos Consulados de Portugal de São Paulo e do Rio de Janeiro, caracterizou-se por diversas acções, tais como degustações, harmonizações, premiações e apresentações culturais lusitanas.

Durante a prova, 14 produtores da região do Tejo visitaram o Brasil – Adega Cooperativa do Cartaxo, Agro Batoréu, Casal Branco, Casa Cadaval, Casal da Coelheira, Casal do Conde, Falua, Fiuza, Pinhal da Torre Quinta da Badula, Quinta da Lapa, Quinta do Casal Monteiro, Quinta Vale de Fornos e Quinta da Alorna. Estes produtores levaram na bagagem cerca de 100 rótulos abrangidos por brancos, rosés, tintos e espumantes, reconhecidos pela sua qualidade e tradição.

Como refere João Silvestre, Diretor Geral da CVR Tejo, “O Brasil continuará a ser um mercado prioritário, pois os vinhos portugueses estão cada vez mais no gosto dos brasileiros”. E é precisamente devido ao florescimento deste gosto que a aposta no Brasil é tão importante para a região do Tejo.