PROFISSIONAIS INGLESES IMPRESSIONADOS COM A COM QUALIDADE DOS VINHOS DA REGIÃO

Entre 22 e 24 de Novembro ocorreu uma visita inversa de um grupo de profissionais do mercado inglês à região dos Vinhos do Tejo. Esta visita, organizada pela Comissão Vitivinícola Regional do Tejo - CVR Tejo, integra a estratégia de promoção traçada para este mercado para o ano em curso.

A estadia dos visitantes dividiu-se entre as zonas de Santarém e Tomar, tendo feito parte desta visita um roteiro de provas de vinhos a alguns produtores da região com refeições em restaurantes de referência da região onde foram servidos pratos típicos do Ribatejo.

Entre os visitantes encontram-se dois jornalistas, Richard Siddle e Kate Hawkings, um chef estrela Michelin, Roger Jones, e duas profissionais da empresa de relações públicas parceira da CVR Tejo no mercado inglês, Rachel Davey e Madeleine Waters.

Richard Siddle é um editor de negócios premiado com mais de 25 anos de experiência. Além de gerir a sua empresa de consultoria editorial e de negócios, lançou o seu próprio website B2B para o premium on-trade, www.The-Buyer.net, e uma newsletter sobre vinhos.

Kate Hawkings é uma escritora freelancer para diversas publicações, bem como consultora em assuntos relacionados com comida, bebida e restaurantes e também a presidente da Guild of Food Writers

Com 40 anos no negócio da restauração, Roger Jones é um prestigiado chefe estrela Michelin com um restaurante altamente aclamado, The Harrow at Little Bedwyn. Além do negócio de restaurantes, Roger também é um escritor e jurado de vinhos respeitado.

Rachel Davey e Madeleine Waters são duas profissinais da área das Relações Públicas com grande experiência na área da alimentação e bebidas.

Do programa desta visita fizeram parte os produtores Companhia das Lezírias, Quinta do Casal Branco, Quinta da Lagoalva, Quinta da Alorna, Encosta do Sobral, João M. Barbosa e Quinta da Lapa.

A viagem foi muito positiva, tendo sido provados uma média de seis vinhos por agente económico visitado e tendo todos os convidados ficado bastante impressionados com a região e qualidade dos vinhos provados.

Sendo o Reino Unido um dos principais mercados externos estratégicos da região do Tejo, esta visita inversa foi importante na medida em que pretendeu reforçar a sua posição neste mercado, um mercado muito competitivo, onde se consomem  vinhos vindos de todo o mundo.